Está aqui

Está aqui

  • Cerimónia Inédita: da esquerda para a direita: Luc Aye, Presidente da Azito Energie, Ricardo Lopez-Aranda Jagu, Embaixador de Espanha na Costa do Marfim, Sua Excelência Abdourahmane Cisse, Ministro doe Petróleo, Energia e Energias Renováveis, e Sua Excelência Josephine Gauld, Embaixadora do Reino Unido na Costa do Marfim.
    AKDN
  • Foto de grupo com os Embaixadores, a Administração da IFC e o Ministro do Petróleo, Energia e Energias Renováveis.
    AKDN
  • Luc Aye, Presidente da Azito Energie, com Ferid Nandjee, Representante Permanente da AKDN na Costa do Marfim.
    AKDN
Iniciada a expansão da produção de eletricidade na Central Elétrica da Azito na Costa do Marfim

Fase IV irá aumentar a capacidade elétrica da Costa do Marfim em 30%.

Abidjan, Costa do Marfim, 17 de Março de 2020 - Na quarta fase da sua produção, a Azito Energie SA está a trabalhar para aumentar a capacidade instalada de geração de eletricidade da Costa do Marfim. Quando estiver concluída, a Azito Energie irá fornecer mais 250 MW de eletricidade para um total aproximado de 706 MW, representando um aumento de cerca de 30% na capacidade instalada do país.

A Fase IV, lançada em 6 de Março de 2020, na presença de Abdourahmane CISSE, Ministro do Petróleo, Energia e Energias Renováveis, é um elemento essencial do programa nacional para fortalecer as capacidades de geração de energia na Costa do Marfim. Assim que estiver concluído, este programa fará da Costa do Marfim o centro energético da África Ocidental.

A Fase IV segue o contrato de concessão assinado com o governo em 19 de Fevereiro de 2019. Esta extensão consiste na construção, no local já existente, de uma nova central de ciclos combinados de 253 MW, que estará disponível para integrar a rede elétrica, com o objetivo de melhorar a cobertura das necessidades energéticas da Costa do Marfim e dos países da sub-região.

A tecnologia amiga do ambiente aqui utilizada também irá permitir reduzir o uso de gás natural, as emissões de gases de efeito de estufa e o custo de cada kWh gerado na rede.

A Fase 1 da central termoelétrica da Azito ficou terminada em 1999, inicialmente com uma turbina a gás de 150 MW. Uma segunda turbina de 150 MW foi adicionada durante a Fase 2, à qual se seguiu a Fase 3 em 2015, transformando-a numa central de ciclos combinados com uma capacidade de 420 MW. Em 2019, a capacidade foi aumentada para 453 MW.

As obras ao longo dos últimos 30 meses mobilizaram 265 milhões de euros (294 milhões de dólares) em financiamento de dívida num investimento total de 330 milhões de euros (366 milhões de dólares), com o valor remanescente a ser assegurado pela Azito. A Azito obteve financiamento junto de nove instituições, a saber: a Corporação Financeira Internacional (IFC), membro do Grupo Banco Mundial (IFC), a PROPARCO, o Banco de Desenvolvimento da África Ocidental (BOAD), o Banco de Desenvolvimento Africano (AfDB), o Fundo da OPEC para o Desenvolvimento Internacional (OFID), o Fundo de Infraestruturas para a África Emergente (EAIF), a Companhia de Investimento Belga para Países em Desenvolvimento (BIO), a Corporação Alemã de Investimento (DEG) e a Companhia de Financiamento para o Desenvolvimento da Holanda (FMO).

Para mais informações, por favor, contacte:

IPS África Ocidental Mahamadou Sylla
mahamadou.sylla@ips-wa.org
Tel : (+225) 22 40 08 00
www.ips-wa.org

Azito Energie SA Angela Ezaley + 225 22 40 56 00 Gestora de Iniciativas Sociais Corporativas e Comunicações angela.ezaley@azitoenergie.com
http://www.azitoenergie.com/fr/

NOTAS

A Azito Energie SA, uma subsidiária da Globeleq e da IPS (WA), é uma produtora de energia elétrica independente e proprietária da Central Termoelétrica Azito. Graças à utilização desta tecnologia inovadora e ecológica, a central termoelétrica da Azito é agora uma das centrais mais poderosas, modernas e eficientes da África Ocidental. Desde que foi inaugurada em 1999, tem sido um sucesso a todos os níveis: produz eletricidade fiável a um custo acessível e oferece altos níveis de disponibilidade, levando ainda a utilização eficiente dos recursos de gás natural da Costa do Marfim. Para mais informações, visite www.azitoenergie.com

Os Serviços de Promoção Industrial (IPS) é a agência do Fundo Aga Khan para o Desenvolvimento Económico (AKFED) dedicada ao desenvolvimento industrial e de infraestruturas. No âmbito das suas atividades na África Ocidental, África Oriental e Ásia Central, apoiou projetos hidroelétricos no Uganda e no Tajiquistão. Como parte do AKFED, promove o empreendedorismo e constrói empresas economicamente sólidas em partes do mundo em desenvolvimento que normalmente não possuem investimento direto estrangeiro suficiente. O AKFED é uma agência da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN).