Está aqui

Está aqui

  • As agências da AKDN estão a trabalhar em conjunto para apoiar a continuação dos nossos programas de melhoria da qualidade de vida nestes tempos difíceis. Acima: investigadores a trabalhar na Universidade Aga Khan no Paquistão.
    AKU
Rede Aga Khan para o Desenvolvimento
A AKDN reúne esforços para responder à pandemia de COVID-19

Veja também como se proteger no Boletim Especial da AKDN.

Neste momento sem precedentes, as agências do AKDN estão a reunir esforços para encontrar soluções criativas e eficazes para manter o importante trabalho que tem de ser feito para melhorar a qualidade da vida humana.

 

Desenvolvimento social

Trabalhando em conjunto, as várias agências da AKDN, como os Serviços Aga Khan para a Saúde (AKHS), a Universidade Aga Khan (AKU) e a Fundação Aga Khan (AKF) já estão a tratar pacientes, a testar casos suspeitos e a aconselhar as autoridades nacionais em relação às respostas e contingências a adotar. Um grupo de trabalho transversal a toda a AKDN está a planear a melhor forma de aproveitar as suas instituições e atividades para fortalecer as suas respostas, com o intuito de abordar os vários efeitos desta pandemia na saúde pública, no bem-estar económico e na coesão social.

As operações da AKDN também estão a ser adaptadas para complementar as ações dos governos. As áreas de atuação incorporam a resposta às necessidades da comunidade, incluindo o apoio às políticas públicas de autoisolamento e quarentena; o desenvolvimento e introdução de um leque de protocolos para prevenção, contenção e tratamento; assim como a vigilância e a comunicação de casos.

A AKDN também está a colaborar com os Ministérios da Saúde nacionais para ajudar na angariação de fundos para os planos de contingência da COVID-19 específicos de cada país. A prioridade passa por reforçar as capacidades de diagnóstico e tratamento dos governos e garantir o material e os kits de teste necessários. 

Por fim, antecipando a necessidade de um aumento na capacidade de contenção desta e de futuras epidemias, está a ser igualmente considerado o investimento no fortalecimento do sistema a longo prazo e na produção local de Equipamentos de Proteção Individual e kits de diagnóstico. Os planos dos países estão a ser partilhados com os doadores interessados.

Para mais informações sobre a AKDN Saúde, consulte: https://www.akdn.org/what-we-do/health

A Universidade Aga Khan (AKU), para além de se preparar para a COVID-19 e continuar a fornecer serviços de saúde de alta qualidade nos seus hospitais, clínicas, laboratórios e centros de saúde pública, está igualmente a assumir como a sua principal prioridade a saúde e o bem-estar das comunidades e populações com quem trabalha.

A pandemia de coronavírus apresenta desafios sem precedentes às regiões em que atuamos, e os profissionais e investigadores de saúde da AKU estão na linha da frente do combate. Num momento de incerteza, somos uma fonte fiável de assistência e conhecimento.

Os Hospitais Universitários estão a trabalhar 24 horas por dia e a tomar todas as diversas medidas para garantir o bem-estar de professores, funcionários e estudantes. No Paquistão, Quénia, Tanzânia, Uganda e Reino Unido, as aulas foram suspensas ou em período de férias. A aprendizagem online está a acontecer onde e quando seja possível. Os estagiários do programa de Pós-Graduação em Educação Médica continuam a prestar assistência clínica. Os funcionários trabalham em casa sempre que possível, e a maioria dos eventos foi adiada ou transferida para a internet.

O Hospital da Universidade Aga Khan também lançou a "CoronaCheck", uma nova aplicação móvel que permite aos utilizadores realizar autoavaliações em casa e ganharem consciência acerca das medidas a tomar para evitar a contaminação por COVID-19. Está disponível na Google Play Store.

“Esta pandemia representa o maior desafio que o mundo conheceu nas últimas décadas e é extremamente importante que atuemos, individual e coletivamente, para que possamos mudar a trajetória do vírus, travar o seu avanço e, por fim, suster o seu impacto nas nossas comunidades", disse Firoz Rasul, presidente da AKU.

Para obter informações sobre a AKU, consulte: https://www.aku.edu/

 

A Universidade da Ásia Central (UCA) também está a apoiar o governo local e disponibilizou algumas instalações do seu polo universitário como parte do plano municipal de emergência para a cidade de Naryn.

A UCA também distribuiu alimentos e material médico a 500 famílias socialmente vulneráveis identificadas pelo gabinete do Presidente da Câmara em Naryn (Quirguistão). Este donativo incluiu máscaras (2000), desinfetantes para as mãos (500 litros), sabão antibacteriano (1500 barras), farinha (2500 kg), massa (1500 kg) e óleo de cozinha (500 litros). Este donativo foi possível graças a uma parceria entre a Universidade da Ásia Central, a Rede Aga Khan para o Desenvolvimento, a Fundação Aga Khan no Quirguistão e o Banco de Crédito e Investimento do Quirguistão (KICB).

De acordo com o Reitor da UCA, Prof. Dr. S. Sohail H. Naqvi, todas as escolas e universidades do Cazaquistão e da República do Quirguistão fecharam no dia 16 de março durante três semanas, em conformidade com as diretrizes dos respetivos governos. As aulas no polo da UCA em Naryn foram suspensas e os alunos voltaram para casa. Espera-se que retomem as aulas e deem continuidade ao atual semestre em 1 de junho. O Ano Académico 2020-2021 deverá começar tal como programado no início de setembro.

O reitor escreveu ainda que “até ao momento, o governo do Tajiquistão ainda não emitiu nenhuma diretriz para o encerramento das escolas ou universidades, nós estamos a acompanhar a situação de perto e iremos manter-vos informados sobre qualquer alteração de datas.

"Como medida preventiva, a entrada de visitantes em todos os polos foi restringida e muitos funcionários estão a trabalhar a partir de casa. Também estamos a apostar no ensino a distância para os nossos alunos, caso a emergência de Covid-19 venha a durar mais do que o atualmente previsto. Até ao momento, não houve interrupção do trabalho dos funcionários, e a tecnologia está a ser usada em todo o seu potencial para manter a produtividade.”

Todos os locais são apetrechados com equipamentos de rastreio médico, desinfetantes, máscaras e cartazes educacionais para informar e proteger da Covid-19 os empregados essenciais.

Todos os eventos, seminários e conferências patrocinados pela Universidade foram cancelados. As viagens internacionais foram suspensas, a menos que sejam consideradas fundamentais para as operações da Universidade. Qualquer pessoa que regresse de uma viagem internacional deve autoisolar-se durante pelo menos 14 dias, independentemente de apresentar evidência de sintomas.

uca-covid-food.jpg

A Universidade da Ásia Central (UCA) criou um fundo para prestar apoio às famílias a sofrer com o impacto humanitário e económico da COVID-19. Os funcionários da UCA estão a doar, de forma voluntária, o seu salário de um dia para este fundo, o qual será distribuído pelas famílias em dificuldades.
Copyright: 
UCA

Para mais informações, consulte: https://ucentralasia.org/

 

A Agência Aga Khan para o Habitat (AKAH) está a adotar várias medidas. No Paquistão, foi ativado um Centro de Operações de Emergência e formou-se um Comité Nacional de Gestão de Crises composto por vários membros da AKDN e da Comunidade Ismaili. Foi acordado um armazenamento de emergência de alimentos e medicamentos em áreas fundamentais.

Na Síria, sob a liderança dos Serviços Aga Khan para a Saúde e em estreita colaboração com a Fundação Aga Khan, os voluntários do CERT foram formados para ações de consciencialização e possíveis atividades de resposta.

akah-tajikistan-a_local_medical_rep_from_shugnan_studies_the_covid-19_info_materials.jpeg

Um representante médico local de Shugnan estuda os materiais de informação acerca da COVID-19 que foram distribuídos durante a sessão de formação.
Copyright: 
AKDN
No Tajiquistão, a Agência Aga Khan para o Habitat ofereceu apoio logístico às medidas de contingência e resposta do Governo, mais uma vez em colaboração e sob a liderança técnica dos AKHS. A Corporação Suíça de Desenvolvimento (SDC) concedeu um subsídio de 50 000 dólares ao AKAH Tajiquistão para o seu trabalho de apoio à resposta do governo, especificamente ao nível da criação de centros de quarentena e respetivo suporte em Murghab e Dushanbe.

Outro exemplo é o seu trabalho em Shugnan, onde apoiou o trabalho da Estação Sanitária Epidemiológica na realização de sessões de consciencialização e formação sobre COVID-19 junto dos intervenientes, incluindo chefes de vários centros de saúde e pontos de acesso médico em todo o distrito. Também distribuiu mais de 300 folhetos informativos.

Globalmente, a AKAH está a realizar sessões de consciencialização com um destaque particular para a higiene pessoal dos voluntários. Foram colocados em todos os escritórios alertas e cartazes com alta visibilidade. Os horários de limpeza foram aumentados e foram adotadas medidas de proteção individual para os funcionários. Dados os riscos relacionados com o vírus, os voluntários da Equipa de Recursos de Emergência Comunitária (CERT) e da Equipa de Busca e Salvamento (SART) irão receber a formação especializada e o equipamento de proteção necessários antes de serem destacados.

 

Os Serviços Aga Khan de Educação (AKES) estão a procurar formas criativas de manter a aprendizagem nos diferentes contextos em que opera. Em países como o Bangladesh, por exemplo, todos os professores estão agora preparados para usar ferramentas de comunicação por vídeo, como o Zoom e o Google Classroom. São realizadas aulas em direto online, durante as quais os alunos recebem os seus trabalhos. Estes também podem participar na discussão, ver as suas perguntas respondidas e o seu trabalho avaliado.

Em países como o Paquistão e o Afeganistão, onde a aprendizagem a distância é mais difícil devido à fraca (ou inexistente) conectividade com a Internet, os funcionários estão a criar pontos de recolha e entrega de trabalhos projetados de forma criteriosa, e a aprendizagem continua para lá do inglês e da matemática, incluindo uma variedade de disciplinas.

"Temos perfeita noção da tensão e dos problemas que o encerramento da escola pode causar às famílias", disse Nimet Rener, Diretor dos Serviços Aga Khan de Educação. “Os AKES também estão a procurar garantir que o trabalho enviado para casa para as crianças seja moderado, estando a ser planeados programas de apoio aos pais. A nossa principal preocupação neste momento é o bem-estar dos nossos funcionários, estudantes e das suas famílias.”

Para mais informações, consulte: https://www.agakhanschools.org/

 

As Academias Aga Khan implantaram sistemas, ferramentas e plataformas de e-learning para garantir uma continuidade educacional para todos os alunos nos seus três polos. As Academias também ofereceram suporte prático aos alunos, para que cada aluno tenha os meios necessários para aceder às plataformas de e-learning nas suas casas. Para os alunos que beneficiam do Programa de Identificação de Talentos das Academias, o apoio financeiro foi alargado para permitir que os alunos voltem para casa para junto das suas famílias.

Por toda a rede, o pessoal docente e não-docente essencial continua a cumprir as suas funções, incluindo a transmissão tranquila de conteúdos via e-learning a partir de 23 de Março.

Para mais informações, consulte: https://www.agakhanacademies.org/

 

Cultura

Ainda que as instalações físicas estejam fechadas, o trabalho do Programa Aga Khan para a Música (AKMP) prossegue, com os professores a continuarem ativamente envolvidos na aprendizagem musical dos seus alunos através de uma variedade de engenhosas ferramentas virtuais de aprendizagem.

Como parte da sua missão de unir as culturas e promover o entendimento entre as pessoas, o Museu Aga Khan em Toronto lançou o seu programa #MuseumWithoutWalls [#MuseuSemParedes], que permite “experienciar o melhor que o Museu Aga Khan tem para oferecer - sem ter de sair de sair de casa”.

No #MuseumWithoutWalls virtual, os visitantes virtuais poderão “ver artefactos de valor inestimável da Coleção do Museu; desfrutar de atuações ao vivo e de preciosidades gravadas provenientes dos nossos arquivos; fazer o download de atividades práticas de aprendizagem para crianças; interagir diretamente com artistas e curadores através de cursos online em direto e fazer visitas virtuais a galerias; e participar em conversas nos canais do Museu nas redes sociais”.

Para mais informações, consulte: https://www.agakhanmuseum.org/

 

Desenvolvimento económico

As empresas do Fundo Aga Khan para o Desenvolvimento Económico (AKFED) estão a contribuir para garantir o cumprimento das medidas necessárias, mantendo ao mesmo tempo a garantia da qualidade. O Habib Bank Limited, por exemplo, estabeleceu uma parceria com o Governo do Paquistão para permitir a execução do programa Ehsaas Emergency Cash, a maior rede de proteção social da história do Paquistão. Este programa foi lançado pelo Governo do Paquistão para apoiar os trabalhadores que ganham ao dia e ao trabalho, na sequência do bloqueio no país devido à atual pandemia de Coronavírus (COVID-19). O HBL está a liderar esta iniciativa em Sinde, Baluchistão, Punjab e ICT, disponibilizando aproximadamente 90 mil milhões de rúpias paquistanesas [cerca de 492 milhões de euros] para cerca de 7,5 milhões de beneficiários. No Uganda, o Diamond Trust Bank doou 250 milhões de xelins ugandeses [cerca de 61 000 euros] ao grupo de trabalho nacional e prometeu ajudar sempre que necessário.

Noutras empresas constituintes do AKFED, são adotadas medidas de precaução recomendadas, como a consciencialização sobre a COVID-19, boas práticas de higiene e etiqueta respiratória apropriada, e são implementadas medidas para facilitar um ambiente de trabalho limpo, incluindo estações de lavagem, desinfetantes para as mãos, uma limpeza frequente das superfícies tocadas com mais regularidade. Os Serviços de Promoção do Turismo (TPS) aplicaram os mais altos padrões de cuidados e atenção aos pormenores, tendo desenvolvido e implementado um plano de resposta abrangente, em linha com as diretrizes da OMS e CDC. Este inclui a divulgação regular de informações, protocolos meticulosos de limpeza e cuidados redobrados por todos os hotéis. O Diamond Trust Bank (DTB) tem estado na vanguarda da resposta às diretrizes do governo e do Banco Central do Quénia, como por exemplo, a extinção das taxas de serviços bancários móveis, o incentivo às transações e à utilização dos serviços bancários online e a reavaliação dos planos de pagamento de empréstimos de empresas e particulares. O Nation Media Group (NMG) está a dar uma atenção especial à consciencialização acerca da pandemia, assim como às medidas necessárias que deverão ser tomadas pelos cidadãos.

 

Este documento será atualizado periodicamente.